13 de jul de 2010

Roupas de CHÁ VERDE?

A designer britânica Suzanne Lee consegue criar roupas do nada. Ao menos é essa a impressão que se tem ao observar o seu projeto, batizado de BioCulture. A designer utiliza banheiras, fermento biológico, algumas bactérias e várias xícaras de chá verde. Na mistura, os microorganismos que fermentam o chá começam a criar fibras na sopa bacterial resultante da mistura e criam finas folhas de celulose bacterial, que é utilizada no projeto para criar peças de roupa. A roupa pode ser moldada com a celulose ainda molhada ou, então, depois de seca pode ser cortada. Depois de seca, as fibras ficam com uma superfície que lembra papiro, que pode ser tingida com tintas de base vegetal.
Suzanne Lee vive e trabalha em Londres, no Reino Unido, além de seu empreendimento experimental, a BioCulture, Suzanne também é uma das pesquisadoras na School of Fashion/Textiles de Londres. Sua proposta é pensar em novas maneiras, preferencialmente ecossustentáveis, para desenvolver vestimentas. Algumas das peças de roupas resultantes do Bioculture estão em exposição no Museu da Ciência de Londres.